HSAR - Higiene e Segurança Alimentar na Restauração - Forvisão - Formação e Consultoria

T +351
Go to content

Main menu:

Recursos Pedagógicos
Forvisão - Formação e Consultoria

Recursos Pedagógicos
 
HSAR - Higiene e Segurança Alimentar na Restauração

O Projecto

A importância dos alimentos na saúde dos consumidores e os perigos que estes podem representar quando não são devidamente manipulados ao longo da cadeia agro-alimentar, são hoje realidades perfeitamente reconhecidas por todas. A minimização das ocorrências com impacto para o consumidor deve constituir uma preocupação para todos intervenientes na cadeia, desde o agricultor até ao consumidor. Nesta cadeia, pela natureza das empresas, dos processos e das condições a que os alimentos são sujeitos, a restauração assume um papel crucial na garantia da segurança alimentar. Cada vez mais pessoas recorrem a serviços de restauração, sendo que o maior número de ocorrências de intoxicações alimentares ocorrem associadas ao consumo de alimentos neste tipo de estabelecimentos (restaurantes, cafés, pastelarias, confeitarias, bares, ...), incluindo estabelecimentos de restauração colectiva (e.g. cantinas). Pessoas, equipamentos e instalações, directa ou indirectamente, podem constituir agentes de contaminação dos alimentos, pelo que é imprescindível que boas práticas que se encontram definidas sejam efectivamente seguidas. O cumprimento destas depende muito do nível de qualificação do pessoal, incluindo dos gerentes e supervisores dos estabelecimentos. Na sua esmagadora maioria as dezenas de milhares de estabelecimentos de restauração que existem em Portugal são de cariz familiar e os trabalhadores não possuem qualquer formação específica em áreas relacionadas com a área alimentar. Deste modo, na generalidade, não existe uma percepção dos perigos inerentes à preparação e confecção de alimentos na restauração nem do modo evitar ou minimizar esses mesmos perigos. Esta situação é ainda mais agravada pelo facto do nível de qualificação dos operadores ser muito baixo, e alguns tipos de estabelecimentos apresentarem uma elevada rotatividade do pessoal (e.g. trabalho sazonal associado à sazonalidade do turismo, no qual a restauração é uma componente importante). Por estas razões, a formação em temáticas relacionadas com a higiene e segurança alimentar constitui uma prioridade neste sector.

Assim, assume-se como objectivo principal do projecto a elaboração de um conjunto de materiais didácticos de forma a preencher as lacunas que existem de material de suporte para a realização de acções de formação estruturadas, especificamente vocacionadas para as questões da segurança alimentar na restauração.

Pretende-se desenvolver um conjunto de conteúdos integrados com um carácter dinâmico que permita dispor de materiais flexíveis adaptados a diferentes níveis de formandos: operadores/manipuladores e gerentes/ /supervisores de estabelecimentos de restauração. O desenvolvimento de conteúdos “on-line” ou em CD-ROM, utilizando materiais de práticas simuladas/exercícios de aplicação para testar os seus conhecimentos, disponibiliza mecanismos de interactividade que permite aos formandos ajustarem a formação ao seu perfil específico e às suas necessidades/dificuldades específicas. Com o desenvolvimento de aplicações multimédia pretende-se potenciar o efeito multiplicador e dispor de ferramentas mais adequadas para a formação de operadores/manipuladores com qualificações mais baixas, para os quais as sessões de formação com materiais didácticos “convencionais” se revelam pouco eficazes. Entre essas ferramentas foram considerados vídeos e ainda ajudas de trabalho na forma de posters e memo-fichas.

Manuais


Transparências/Apresentações


Exercícios

Memo Fichas


Videos
Vídeos
 
 
 
 
 
 
Back to content | Back to main menu